Documento sem título
 
  PLANOS INDIVIDUAIS EM REAVALIAÇÃO -  01/10/2019 - Ver_Completa...

 

  FUNDADOR DA HAPVIDA ENTRE OS DEZ MAIS RICOS DO BRASIL -  27/09/2019 - Ver_Completa...

 

  OS APLICATIVOS SÃO ALIADO DOS CORRETORES -  27/09/2019 - Ver_Completa...

 

  CONTRATAÇÕES NO SETOR DE PLANOS DE SAÚDE AUMENTAM, BOM SINAL -  19/09/2019 - Ver_Completa...

 

  HAPVIDA REPRESENTA O BRASIL EM CONFERÊNCIA EM NOVA IORQUE -  18/09/2019 - Ver_Completa...

 

  MAIS UMA AQUISIÇÃO DA HAPVIDA, RN SAÚDE -  13/09/2019 - Ver_Completa...

 

  CAMPANHA PARTIU PRAIA QUALICORP -  02/09/2019 - Ver_Completa...

 

  ANS SUSPENDE ONZE OPERADORAS -  30/08/2019 - Ver_Completa...

 

  MINISTRO ANUNCIA IDEIAS PARA BARATEAR PLANOS DE SAÚDE. -  26/08/2019 - Ver_Completa...

 

  HAPVIDA FECHA PATROCÍNIO COM STOCK CAR -  26/08/2019 - Ver_Completa...

 


ESTRUTURAS DE VENDAS PARCEIRA


 







ANÚNCIOS PATROCINADOS

 

1048861



 
 
Untitled Document

Notícia Completa



HAPVIDA REPRESENTA O BRASIL EM CONFERÊNCIA EM NOVA IORQUE


O trio do Ceará em Nova Iorque na conferência de CEOs do BTG Em sua fala, o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, disse que o Brasil terá crescimento resiliente, mas de longo prazo.

Um trio de executivos cearenses está em Nova Iorque na 10ª edição do Latin American CEO Conference, promovido pelo BTG Pactual. São eles o ainda (pois deixará a função em novembro) vice-presidente de Investimentos e Controladoria do Grupo M. Dias Branco, Geraldo Luciano, o secretário de Desenvolvimento do Ceará, Francisco Maia Júnior, e o CEO do Hapvida, Jorge Pinheiro. Ao longo de três dias, mais de 150 empresas e centenas de investidores debatem as tendências da economia.

Realizado no Intercontinental New York Barclay Hotel, a edição deste ano teve uma palestra do presidente do BNDES, Gustavo Montezano. Em sua fala, ele disse para a platéia que o Brasil terá “crescimento resiliente, mas de longo prazo”. O executivo do banco público foi ao evento nos EUA mirando na meta de atrair a atenção de investidores interessados principalmente nas áreas de saneamento e infraestrutura no Brasil.

“Não esperamos que o crescimento chegue a seu pico. Vamos ter subidas, mas esperamos que esse crescimento seja resiliente, passo a passo, de longo prazo. Os mercados já estão reagindo”, afirmou o presidente do Banco estatal.



Equipe Focus focus@focus.jor.br


18/09/2019

 
 
Ir para o FacebookIr para o Facebook